Voce esta aqui: Home/ Destaques / Venda com Cheque

Venda com Cheque

Vender uma mercadoria e receber um cheque como pagamento é rotina em todo o mundo. No Brasil não é diferente.

Mas somente aqui o cheque se tornou mais que uma garantia de pagamento. Virou o crédito propriamente, pois o cheque deixou de ser uma ordem de pagamento à vista - que é sua definição técnica, para ser o instrumento de um financiamento de compras. E é fato comprovado que não aceitar cheques, mesmo que haja riscos, pode afastar clientes. Mas se aceitar um cheque à vista requer cuidados, que se dirá de um cheque pré-datado?

Como é sabido o cheque pré-datado só existe no Brasil. É dessas invenções que se credita ao famoso “jeitinho brasileiro”. O cheque-pré (brasileiro também adora apelidar com diminutivos) hoje é uma das principais condições de pagamento que o comércio coloca à disposição de seus clientes e, como já dissemos, não ter essa condição de pagamento, dependendo do seu ramo de atividade pode diminuir as vendas. Veja o exemplo das farmácias e supermercados, que tem no cheque um filão nas vendas, especialmente para a população que não tem acesso a cartões de crédito.

Mas se o cheque movimenta a economia e incrementa as vendas, também pode ser uma dor de cabeça para o empresário. Isto porque, infelizmente, não se pode confiar na garantia que um dia existiu quanto ao pagamento à vista do cheque pelo banco que o forneceu a seu cliente. Dessa maneira é fundamental que se tome medidas simples mas muito importantes ao receber um cheque como pagamento.  A seguir apresentamos algumas medidas que você pode utilizar em sua empresa. Essas dicas fazem parte da cartilha “SCPC – Cheques. Saiba como lidar com ele” elaborada pela RENIC – Rede Nacional de Informações Comerciais, da qual a ACILS é filiada:

- O cheque não pode conter rasuras e deve ser personalizado, para ser conferido com os documentos do emitente;

- Exija o RG, de preferência original. Confira a fotografia e a assinatura e anote também o telefone e o endereço do emitente;

- Importante: solicite ao cliente a apresentação do cartão do Banco, raramente o cheque e o cartão são roubados juntos;

- Solicite a assinatura também no verso e no ato do recebimento. Compare as assinaturas;

- Confira o preenchimento do cheque, observando o valor escrito por extenso e em cifras;

- Não aceite cheques previamente assinados ou preenchidos;

- Verifique se o código do Banco, o número da agência, do cheque e da conta corrente (na parte superior) conferem com os números impressos no campo CMC7 (na parte inferior). Os falsários alteram os dados do cheque;

- Na dúvida, solicite a cédula de CPF;

- Consulte o cheque no SCPC/Vídeo-Cheque antes de liberar a mercadoria. Ao consultá-lo, não esqueça de que você deve informar o número do CPF/CNPJ, o código do Banco, o número da agência, do cheque e da conta-corrente com dígito;

- Desconfie de cheques amarelados. A conta pode estar inativa/encerrada;

Essas são apenas algumas dicas, mas se você quer saber melhor como lidar com cheques baixe a cartilha que está disponível em nossa área de downloads.

Se preferir, entre em contato conosco e tire suas dúvidas.

Boas vendas! Com segurança!

ACILS

Deixe um comentario

Copyright © 2011 E.R.Tecnologia. Todos os Direitos Reservados.