Voce esta aqui: Home/ Destaques / No PR, Negócio a Negócio já atendeu 115 mil microempreendedores individuais e microempresas

No PR, Negócio a Negócio já atendeu 115 mil microempreendedores individuais e microempresas

Em três anos, Sebrae/PR orientou empreendedores individuais e micro e pequenas empresas dos 399 municípios do Estado; objetivo é propiciar acesso ao conhecimento e melhorias em gestão

Mais de 115 mil microempreendedores individuais e microempresas do Paraná já foram atendidos, gratuitamente, desde 2010, pelo Programa Negócio a Negócio, do Sebrae/PR. Nesses três anos, a entidade alcançou os 399 municípios do Estado, gerando cerca de 470 mil visitas de orientação empresarial focadas em marketing, operação e finanças. O objetivo é propiciar acesso ao conhecimento.

O coordenador estadual do Negócio a Negócio do Sebrae/PR, Lucas Hahn, informa que somente para este ano a meta é atender 45 mil microempreendedores individuais, com faturamento bruto anual de até R$ 60 mil, e microempresas, com faturamento bruto anual de até R$ 360 mil, no Estado. Até outubro passado, 39 mil empreendimentos já haviam recebido as visitas oferecidas pelo Programa. “Temos atingido um número expressivo de empresas atendidas e, com esse trabalho, temos sensibilizado os empreendedores e empresários sobre a importância da busca contínua por conhecimento nos negócios”, explica.

Lucas Hahn informa que para grande parte dos empresários, o Negócio a Negócio registra a primeira experiência de orientação empresarial prestada pelo Sebrae/PR. “Os resultados têm sido muito positivos em todo o Paraná, e o desencadeamento da cultura de busca por informações é o que faz a excelência do Programa. Com o estímulo, temos observado o interesse dos empresários em sanar dificuldades e maximizar os resultados das empresas, tornando-as mais competitivas”, afirma.

Além dos benefícios para as empresas, o Negócio a Negócio também permite ao Sebrae/PR a realização de um mapeamento da realidade do empreendedorismo em todo o Paraná. “Essas constatações são muito úteis para a entidade, porque apontam as reais necessidades das empresas em cada região do Paraná. Com isso, podemos selecionar, estrategicamente, soluções que, de fato, auxiliem o desenvolvimento dos negócios e que estimulem o empreendedorismo”, explica Lucas Hahn.

Ainda segundo o coordenador do Negócio a Negócio, o Programa é responsável por 45% de todos os atendimentos prestados pelo Sebrae/PR no Estado, e também por descentralizar o acesso aos empresários que ficam em municípios de melhor porte, nos quais a entidade não tem estrutura física. “O método leva informação ao maior número de empresários possível, em especial aos microempreendedores individuais e microempresas que apresentam mais carência em gestão”, completa Lucas Hahn.

Benefícios

A empresária Janice Molina Abramoski Fonseca, proprietária da Questão de Estilo, em Paranavaí, no noroeste do Paraná, foi uma das participantes do Negócio a Negócio. Há dois anos no mercado de moda feminina, ela recebeu pela primeira vez o atendimento da entidade e, segundo ela, foi muito proveitoso. “As orientações contribuíram muito para a melhoria do meu negócio”, destaca.

De porta a porta, Janine Fonseca presta atendimentos individualizados a suas clientes, mas o sonho é abrir uma loja para ampliar o negócio. A partir das orientações do Sebrae/PR, ela percebeu necessidades de melhorias em áreas como o cadastro de clientes, o controle de estoque, a rede de contatos e, inclusive, a importância de iniciar um trabalho nas redes sociais.

“Percebi que, em várias áreas de gestão, eu não dava a importância devida. Sozinha a gente fica sem saber se está empreendendo certo ou errado. Com as orientações do Sebrae/PR, pude ampliar os horizontes e reconhecer os fatores que podem fazer diferença para o meu negócio. Já tenho conquistado mais clientes e pretendo permanecer no caminho certo, buscando aperfeiçoamento contínuo, para ver a minha empresa crescer”, enfatiza Janine Fonseca.

Partindo do zero

Jovem e com um futuro nas mãos, mas não tinha a menor ideia de onde queria chegar. Assim aconteceu com Midiã Felipe, moradora de Corbélia, no oeste do Paraná, até receber as consultorias do Negócio a Negócio. “Terminei o ensino médio e tentei vestibular. Não passei e, nesse meio-tempo, comecei a costurar sob medida, junto com minha mãe. Gostava disso, mas não tinha expectativa nenhuma. Até que um consultor bateu à minha porta e me ensinou a planejar”, lembra. Com o planejamento na ponta do lápis, Midiã, 22 anos, microempreendedora individual, passou de um faturamento de R$ 400 ao mês para cerca de R$ 3 mil.

“Comecei a ter um norte e, principalmente, aprendi a chegar lá. Hoje sei o que eu quero daqui a cinco anos. E vou conseguir realizar! Além disso, aprendi a agregar valor ao meu serviço, consegui capital para investir, firmei os diferenciais na Habitat da Costura, continuo fazendo planos e conquistando minhas metas.”

Sonho

No município de Vitorino, sudoeste do Estado,  a empreendedora Terezinha  Antunes de Lima Rouhling trabalhou muitos anos como vendedora de confecções de porta em porta. Participou do Programa Negócio a Negócio e encontrou informações para estruturar um sonho, um projeto de vida, que era ter a sua loja física.

No final de  outubro, a loja de Terezinha, que vende confecções e perfumaria completa o primeiro mês de atividade com clientes aumentando a cada dia. “A procura está grande, as pessoas estão conhecendo a loja, comprando e divulgando a minha loja”, explica.

Sobre o Negócio a Negócio, Terezinha conta que o Programa ajudou com orientações empresariais para sua pequena empresa.  “Muita coisa ajudou, principalmente na área de gestão, comercialização e do ambiente de loja. Foram orientações importantes para me ajudar a realizar meu projeto de ter a minha loja”, completa a empreendedora. Na pequena empresa, trabalham Terezinha e o marido.

Estratégia

Leonor Aparecida Concato Martinelli Medina é proprietária da Coprocredi, em Cornélio Procópio, região norte do Paraná. A microempresa faz empréstimos consignados com desconto em folha de pagamento. A empresária já atua no ramo há 15 anos e participa do Negócio a Negócio há dois meses. Para Leonor Medina, o diferencial da Coprocredi é a qualidade no atendimento, a privacidade dos clientes e a flexibilidade dos horários de atendimento. “Nosso negócio exige confiabilidade, já que vendemos dinheiro”, ressalta.

Segundo ela, o atendimento prestado pela consultora do Sebrae/PR no Programa foi muito bom e mostrou que olhar com mais atenção para os concorrentes é uma estratégia que traz ótimos resultados. Quando iniciou o pequeno negócio, tinha apenas dois concorrentes. Hoje, eles são ‘incontáveis’. “Precisamos avaliar melhor os nossos pontos fortes e fracos e os dos concorrentes também para conquistar novos clientes, que é a nossa meta”, diz.

Ela acrescenta que o Negócio a Negócio é muito interessante, principalmente no que diz respeito ao Plano de Marketing. “Já falei para diversos amigos que eles devem participar do Programa. Dependendo do ramos de atuação, os resultados podem ser melhores ainda”, afirma Leonor Medina.

Oportunidade

Marcelo Crovador é um empreendedor nato. Trabalhando em telecomunicações há 15 anos, ele avistou no mercado de transporte uma oportunidade única e não teve receio de lançar um produto que nem mesmo os empresários sabiam da existência. Marcelo desenvolveu, em Curitiba, um módulo de controle veicular para frotas de caminhões e outros veículos e vem percebendo uma redução constante de acidentes e sinistros nas empresas que atende.

Os equipamentos são aparelhos portáteis que podem ser instalados discretamente em cada veículo e permitem a captação de imagem e sons tanto da parte interna quando da externa do veículo. Dessa forma, de acordo com Crovador, é possível controlar possíveis fraudes, acidentes e outras ocorrências relacionadas à ação humana, como desvio de combustível, por exemplo. “Quando um amigo me contou que achava que os funcionários estavam desviando combustível da frota de caminhões da empresa dele, fiquei com vontade de desenvolver esse equipamento. Testamos e deu muito certo”, conta o empresário.

A ideia surgiu há dez anos, mas foi há dois anos que Crovador contratou engenheiros para desenvolver o equipamento, que consegue dar informações bastante específicas sobre rota e rotina do veículo. “O equipamento tem autonomia para gravar 24 horas, 30 dias seguidos”, conta explicando que o sistema é voltado para controle das ações dos motoristas e tem redução de danos comprovada. O módulo de controle veicular começou a ser comercializado há um ano. O equipamento é fabricado na China e adaptado pela empresa de Crovador, A Kaxa Preta,  que oferece também o sinal e a assistência técnica.  O monitoramento é pago a parte pelo cliente.

Encontrar uma forma de fabricar o módulo de controle no Brasil é a intenção e, também, o desafio do empresário. “Será excelente, visto que temos essa questão do câmbio. Participar do Programa Negócio a Negócio é uma oportunidade para eu me capacitar e ter esse acompanhamento técnico do Sebrae/PR para desenvolver o produto aqui, e isso é muito bom. Com o consultor vindo na minha empresa, fica bem mais fácil e o atendimento mais próximo também, porque o consultor olha a empresa, entende a sua demanda e te olha olho no olho. Já recebi as visitas de um consultor do Programa, que foram muito importantes”, avalia o empresário.

Programa

Desenvolvido nacionalmente, o Negócio a Negócio presta atendimento individualizado com o objetivo de levar diretamente aos microempreendedores individuais e empresários de microempresas informações nas áreas de Finanças, Marketing e Operações.

O atendimento do Negócio a Negócio é realizado por meio de visitas e orientações empresariais realizadas por profissionais capacitados pelo Sebrae/PR. Ao todo, são três visitas em cada empresa: a primeira para diagnóstico; a segunda para a elaboração de um plano de ação; e a terceira para uma análise do que foi mudado e quais os próximos passos, promovendo um constante da empresa.

Sobre o Sebrae/PR

O Sebrae/PR – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná é uma instituição sem fins lucrativos criada para dar apoio aos empresários de micro e pequenas empresas e aos empreendedores interessados em abrir o próprio negócio. No Brasil, são 27 unidades e 800 postos de atendimentos espalhados de norte a sul. No Paraná, cinco regionais e 11 escritórios. A entidade chega aos 399 municípios do Estado por meio de atendimento itinerante, pontos de atendimento e de parceiros como associações, sindicatos, cooperativas, órgãos públicos e privados. O Sebrae/PR oferece palestras, orientações, capacitações, treinamentos, projetos, programas e soluções empresariais, com foco em empreendedorismo, setores estratégicos, políticas públicas, tecnologia e inovação, orientação ao crédito, acesso ao mercado, internacionalização, redes de cooperação e programas de lideranças.

Informações para a imprensa:

Savannah Ações em Comunicação – empresa licitada do Sebrae/PR
Jaqueline Gluck (41) 3035 5669 ou (41) 9602 7541
Assessoria de Imprensa Regional Noroeste: Graziela Castilho
(44) 9904-3535 - jornalismomaringa@savannah.com.br

Leandro Donatti –  Jornalista do Sebrae/PR –  (41) 3330-5895 ou (41) 9962-1754

Deixe um comentario

Copyright © 2011 E.R.Tecnologia. Todos os Direitos Reservados.