Voce esta aqui: Home/ Destaques / Mantida correção menor para o seguro-desemprego

Mantida correção menor para o seguro-desemprego

O governo derrotou os trabalhadores em relação ao reajuste do seguro-desemprego com base no aumento do salário mínimo no Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), de acordo com o presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de São Paulo (Fequimfar), Sergio Leite, que também é primeiro secretário-geral da Força Sindical. “O governo jogou pesado, articulou e ganhou os empresários”, afirmou. Segundo Leite, o placar foi de 9 a 7 para a administração federal.

No total, o conselho tripartite é formado por 18 membros – dois do setor patronal estavam ausentes. Do lado da gestão federal, os seis votos foram pelo uso do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para reajustar o seguro-desemprego. Dos trabalhadores, também houve unanimidade, mas pelo aumento vinculado ao do salário mínimo. O primeiro representa uma taxa de 6,2% e o segundo, de 9%.

Dos quatro empresários presentes, três votaram com o Poder Executivo e apenas um com os trabalhadores. “A pressão do governo sobre os empresários foi fundamental para o resultado. Fomos derrotados e o governo vai economizar cerca de R$ 700 milhões”, avaliou o presidente da Fequimfar.

Fonte: Revista Exame

Comentarios encerrados

Copyright © 2011 E.R.Tecnologia. Todos os Direitos Reservados.