Voce esta aqui: Home/ Destaques / Com redução de 7,6%, produção industrial registra 14ª queda consecutiva

Com redução de 7,6%, produção industrial registra 14ª queda consecutiva

Dos 24 ramos pesquisados, produção caiu em 19, comparado a março

produção           O IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, divulgou na terça-feira (2), a diminuição de 7,6% na produção industrial brasileira. Comparado ao mesmo período de 2014, a redução foi de 6,3%. As maiores baixas foram no setor de veículos automotores, reboques e carrocerias 23,2%, devido à redução na produção de automóveis, caminhão-trator para reboques e semirreboques, caminhões, autopeças, reboques e semirreboques e carrocerias para caminhões e ônibus.

Coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-8,4%);

Equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-32,6%);

Produtos farmoquímicos e farmacêuticos (-23,5%);

Máquinas e equipamentos (-11,8%);

Metalurgia (-9,8%);

Bebidas (-13,1%);

Produtos de borracha e de material plástico (-8,7%);

Confecção de artigos do vestuário e acessórios (-13,0%);

Produtos de metal (-8,8%);

Máquinas, aparelhos e materiais elétricos (-10,1%);

Equipamentos de transporte (-13,9%); também tiveram contribuições negativas relevantes.

                Desde meados de 2010, o Brasil vem enfrentando dificuldades, depois da crise econômica mundial. A situação se agravou de meados de 2013 para cá. No ano passado, a produção industrial caiu 3,2%, após alta de 2,1% em 2013. O IBGE também divulgou na sexta-feira (29), que o PIB – Produto Interno Bruto- encolheu 0,2% no primeiro trimestre. Neste cenário, a indústria recuou 0,3%. Dos segmentos pesquisados no setor, apenas extração mineral e a construção civil cresceram 3,3% e 1,1%, respectivamente. Já eletricidade gás, água, esgoto e limpeza urbana (-4,3%) e indústria de transformação (-1,6%) caíram.
Em relação ao primeiro trimestre de 2014, a indústria recuou 3% nos três primeiros meses deste ano, puxada pela indústria de transformação, cuja queda de 7% no mesmo período foi marcada pelo decréscimo da produção automotiva, de máquinas e equipamentos, de produtos eletrônicos e equipamentos de informática, de artigos do vestuário, e de produtos do fumo. O encolhimento neste segmento do setor foi o maior desde o terceiro trimestre de 2009, quando registrara recuo de 10,6%.

Deixe um comentario

Copyright © 2011 E.R.Tecnologia. Todos os Direitos Reservados.