Voce esta aqui: Home/ Destaques / Alta de 1,0% no PIB pode indicar elevação maior no ano

Alta de 1,0% no PIB pode indicar elevação maior no ano

Nessa quarta-feira, o IBGE vai divulgar o PIB referente ao primeiro trimestre de 2013. O IBC-BR divulgado na metade do mês pelo Banco Central apontou para crescimento de 1,05% na economia no primeiro trimestre. O indicador é considerado uma prévia do PIB e foi bem recebido pelo Ministério da Fazenda. O número está alinhado com as projeções de algumas Instituições Financeiras. Para o Credit Suisse, um crescimento de 1,0% nesse trimestre indicaria que, no ano, a economia, provavelmente, se expandiria mais que 2,5% em 2013, segundo relatório do banco.

Para um crescimento de 2,5% no ano ser obtido após alta de 1,0% no primeiro trimestre, seria necessária uma expansão da economia de apenas 0,5% (entre trimestres) nos últimos três períodos do ano, segundo o Credit Suisse. Essa expansão seria um pouco acima da registrada nos últimos trimestre de 2012 e o banco acredita que o crescimento pode ser maior. “Na nossa opinião, o estímulo de medidas implementadas pelo governo desde 2012 pode trazer uma expansão maior na economia nos próximos trimestres do que a média em 2012”, afirma o relatório assinado por Nilson Teixeira, Iana Ferrao, Leonardo Fonseca e Daniel Lavarda.

Se cada trimestre de 2013 registrar um crescimento de 1,0% da economia, no ano, o crescimento do PIB será de 3,4%. Já se o crescimento for de 1,0% no primeiro trimestre e zero nos seguinte, no ano, a expansão será de 1,7%, segundo relatório do banco.

O BNP Paribas e o Itaú Unibanco também projetam crescimento de 1,0% da economia no primeiro trimestre. O Itaú Unibanco acredita que essa expansão no trimestre será impulsionada pela agropecuária e pelos investimentos – fatores que não devem se repetir nos próximos trimestres, segundo o banco, que revisou recentemente sua projeção para o crescimento do PIB em 2013 de 3,0% para 2,8%.

No entanto, há Instituições que esperam crescimento um pouco inferior a 1,0% no primeiro trimestre. O Banco Votorantim projeta crescimento de 0,9% nos três primeiros meses do ano. A Tendências Consultoria e o Santander projetam crescimento de 0,8%.

Na última semana, a ONU rebaixou as projeções de crescimento para o Brasil em 2013 e 2014. A expectativa é que, neste ano, o PIB cresça 3% – em janeiro a projeção era de alta de 4%.

Comentarios encerrados

Copyright © 2011 E.R.Tecnologia. Todos os Direitos Reservados.